Revelando os Mistérios de Daniel - Introdução - Estudos Bíblicos Adventistas

Estudos Bíblicos Adventistas
Ir para o conteúdo

Revelando os Mistérios de Daniel - Introdução

Revelando os Mistérios de Daniel
É maravilhoso saber do seu interesse no livro profético de Daniel.  
 
Conforme as páginas deste livro forem sendo estudadas, tenha certeza de que você fará as mais emocionantes descobertas de sua vida. Na verdade, enquanto estudamos o livro de Daniel, descobriremos juntos que ele não é essencialmente um compêndio histórico, nem um mero documentário de datas e fatos. A verdade é que quanto mais o estudamos mais vemos Jesus Cristo nele. A cada capítulo encontraremos um Cristo íntimo, amigo, muito próximo, especialmente quando deparamos com os problemas e desafios da vida.  
 
Você não está sozinho no desejo de entender as profecias de Daniel. Cristóvão Colombo, o jovem descobridor da América, era um grande estudioso do livro de Daniel e uma das coisas que o levou a viajar em busca do Novo Mundo, foi que, enquanto estudava as profecias de Daniel, ele realmente acreditou que elas prediziam eventos do final dos tempos. Colombo acreditava que quando o mundo chegasse ao fim, Deus abriria continentes selvagens para a pregação do evangelho. Foi, portanto, seu conhecimento do livro de Daniel que o impeliu a encontrar o novo continente, onde o evangelho avançaria poderosamente.  
 
Isaque Newton, o famoso cientista, matemático e erudito, era estudante pertinaz do livro de Daniel. Enquanto estudava as profecias, esse gênio da humanidade confirmava diante das pessoas da época que a Bíblia era verdadeira.  
 
Timóteo Dwight foi o primeiro presidente da Universidade de Gale. Foi durante a Revolução Francesa que muitos estudantes dessa respeitada instituição de ensino, começaram a desenvolver argumentos contra a Bíblia. Esforçaram-se por propagar infidelidade e ateísmo na faculdade. Esses alunos ateus desafiavam qualquer professor do campus dizendo: ―Não acreditamos que a Bíblia seja verdadeira, não acreditamos que Deus exista‖. Então Timóteo Dwight, experiente professor, convocou uma reunião com todos os estudantes na capela da universidade. O líder estudantil do grupo também estava lá. O velho docente entrou pelo corredor um tanto cambaleante, pois carregava uma grande pilha de livros de história. Colocando-os sobre uma grade mesa, pediu aos estudantes que expusessem todos os argumentos contra a Bíblia. Esses começaram a argumentar entusiasticamente. Depois de ouvir as várias abordagens sobre o tema, o professor pegou a Bíblia, abriu no livro de Daniel e começou a ler suas profecias, comparando-as com os livros de história estudados pelos alunos e que ele havia trazido com tanta dificuldade até ali. Enquanto falava, a rapaziada emudeceu. Era incontestável a precisão profética e a riqueza de detalhes que adornavam a narrativa. No final, os estudantes se levantaram e com estrepitoso entusiasmo aplaudiram Timóteo Dwight. O próprio líder estudantil reconheceu publicamente a veracidade da Palavra. O acontecimento produziu um reavivamento extraordinário na Universidade de Gale, justamente numa época tão agitada pelos ventos da revolução.  
 
Ao estudarmos juntos o livro de Daniel, Deus nos revelará verdades maravilhosas.  
Mark Finley, Autor da obra.
Voltar para o conteúdo